Beatlemania e outras consequências

em

Você já parou para pensar no porquê da fama dos seus ídolos?

O que fez com que os garotos de Liverpool se tornassem os Beatles vai muito além de talento musical: faz parte de um conceito complexo denominado cultura pop.

Esse conceito está associado à mercantilização da cultura humana: em outras palavras, é tornar arte um produto a ser vendido. A publicidade exaustiva realizada no âmbito cultural durante as décadas de 1950 e 60, sobretudo na Europa e America do Norte, fez com que o estrelato das celebridades da época fosse além da arte e envolvesse também a vida pessoal dos artistas. Um bom exemplo disso foi o sucesso dos Beatles no que ficou conhecido como beatlemania, fenômeno que envolvia uma legião de fãs a cultuarem histericamente o grupo britânico.

A comoção pelo grupo era tão grande que inúmeras teorias conspiracionais foram criadas ao longo da história. A mais famosa delas envolve a suposta morte de Paul McCartney, em um acidente de moto no ano de 1966. De acordo com a teoria, o músico foi substituído por um sósia que permanece ocupando o lugar do beatle até os dias de hoje. Entre as pistas do suposto ocorrido está a capa do disco Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, na qual muitos dizem estarem representados elementos do sepultamento de Paul McCartney, como o contrabaixo em meio às rosas fúnebres.

Poucos artistas causaram tanto estardalhaço quanto os Beatles, mas a herança do que começou no século passado permanece. A indústria do entretenimento se manteve como um dos mercados mais lucrativos da atualidade e não para de criar novos hits a cada ano que se passa – hits esses que, na maioria das vezes, possuem prazo de validade e fórmula bem definida. A construção da imagem de novas celebridades continua envolvendo escândalos e extravagâncias de suas vidas pessoais, em proporções cada vez mais amplificadas pela internet. O cantor canadense Justin Bieber, por exemplo, enfrenta uma série de acusações que alegam seu desrespeito às leis de vários países, acusações essas que envolvem desde vandalismo até casos mais graves como agressão.

Mas ao contrário do que muito se pensa, a polêmica em torno da vida desses artistas é consequência de sua fama, não a causa. Há quem diga que Michael Jackson tornou-se o rei do pop não só pelo talento, mas pelas várias especulações acerca de sua turbulenta vida pessoal. Isso não deixa de ser verdade já que a polêmica se tornou produto integrante da música do artista, ainda que exista pouca reflexão a respeito desse evento. Michael Jackson entrou em contato com os holofotes aos 11 anos de idade e isso lhe custou caro: perdeu a infância e a adolescência para o estrelato; viveu às custas do julgamento alheio.

Os meios de comunicação possuem poder suficiente para estabelecer as diretrizes do universo pop como bem entenderem. Seja ao tornar acontecimentos banais em notícia ou fazendo com que a vida privada dos artistas se torne domínio público: a indústria do entretenimento é um dos meios mais influentes da atualidade, e a tendência é que isso se mantenha por bastante tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s