Meus cinco anos de idade

em

Por Juliana Perissê e Raquel Franco

Vocês sabiam que eu quase me chamei Capta?

Foi há muito tempo, quando um grupo de estudantes de Comunicação começou a pensar na incrível possibilidade da minha existência. Naquela época, em 2007, eles pouco sabiam que eu me tornaria tão especial e importante para a vida de tantos outros alunos da mesma faculdade. Sem sede física, sem clientes, sem documentos. Demorou um pouquinho até que, finalmente, eu começasse a ganhar forma.

Primeiro logo da Facto, em 2009
Primeiro logo da Facto, em 2009

 

Entre 2007 e 2009, alguns professores da Faculdade de Comunicação (FAC) da UnB ajudaram os meus fundadores a entenderem melhor o mercado de trabalho de Brasília e auxiliaram com os trâmites burocráticos. Ao final desta primeira fase de estruturação, o colegiado e a diretoria da FAC, finalmente, aprovaram a minha criação. E em 2009, com cara de empresa júnior, dei meus primeiros passos. Nesta época, minha logo já era um elefante, o Elefacto, mas na cor laranja: o verde viria logo depois.

Comecei a ter minhas primeiras reuniões com cliente e fechar os primeiros projetos. O dinheiro era apenas consequência. O importante mesmo era ganhar espaço e visibilidade no mercado e, simultaneamente, capacitar os meus membros. Eram poucos, menos de dez, mas trabalhavam como uma uma manada. Pouco a pouco, comecei a entender como era estar na “selva” do mercado de trabalho e foi exatamente nela que cresci. Na “selva”, meus membros aprenderam a negociar, a fechar contratos e parcerias, a criar modelos e padrões de documentos e, principalmente, a se adaptar às mudanças da área em que estou inserido.

Equipe em dezembro de 2013
Equipe em dezembro de 2013

É incrível me olhar no espelho hoje e ver 22 membros, quatro diretorias, três coordenadorias e uma presidência. Gratificante saber que já fiz mais de 20 projetos externos, que pude levar meus membros para eventos maravilhosos e que capacitei tantas pessoas nestes cinco anos. Membros que trabalharam aqui estão bem alocados no mercado de trabalho e disso tenho muito orgulho.

Mais do que desenvolver meus membros para o mercado, meu objetivo maior é formá-los como cidadãos capazes de transformar o país. Eu nasci para fomentar o empreendedorismo e dar experiência jornalística e empresarial para alunos da FAC. Capacitação é o que me move e o meu crescimento é apenas reflexo do que cada membro desenvolveu enquanto estava ao meu lado.

Desejo que nos próximos anos eu consiga engajar mais e mais pessoas, que as parcerias estabelecidas se renovem e que projetos desafiadores apareçam. Apesar de ter só 5 anos e dado os primeiros passos, a caminhada até aqui foi longa e meus passos foram de peso!

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. Marcus Vieira disse:

    Muito orgulho de ser vizinho de vocês!

    1. Facto disse:

      Obrigada, Marcus! Também temos muito orgulho de sermos vizinhos da Pupila!

  2. Marcus Barão disse:

    Parabéns pela linda trajetória.

    1. Facto disse:

      Obrigada, Barão! A Facto está sempre de portas abertas para você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s