Muito além de Clark Kent

em

Por Ana Carolina Fonseca

O jornalismo é retratado em obras de ficção com frequência. São centenas de personagens que representam a profissão em filmes, seriados, livros, quadrinhos e novelas. Embora haja certo embasamento na realidade, a análise do profissional apresentada é unidimensional e retrata uma imagem idealizada do seu trabalho e conduta.

Como assim? O jornalismo sofre muitos estereótipos na ficção e, como consequência, na visão de muitas pessoas. Quase todos os jornalistas são exímios investigadores: se relacionam com fontes influentes, apuram arduamente, conseguem furos de reportagem. Embora essa realidade componha enredos intrigantes, não representa o cotidiano de todos os profissionais da área, que também lidam com histórias mais diversas e abrangentes, não só com grandes furos.

Exemplo atual é o seriado norte-americano The Newsroom, transmitido pela emissora HBO. A série retrata a tentativa de criação de um telejornal cujo objetivo é transmitir “o que as pessoas precisam saber e não o que querem saber”, como destacam os personagens do programa. A atuação de Jeff Daniels como o polêmico âncora Will McAvoy lhe rendeu a premiação de melhor ator de drama no Emmy, maior premiação da TV estadunidense. A equipe do telejornal, composta tanto por veteranos, quanto jovens e empolgados jornalistas, mostra outro lado da profissão: o trabalho desempenhado por amor e pela vontade de levar informações corretas ao público.


Um dos jornalistas fictícios mais famosos do mundo é Clark Kent, o Super-Homem. Seus instintos de herói influenciam sua forte veia investigativa, que o torna um dos melhores profissionais do Planeta Diário, o jornal fictício da história. Mas quem realmente rouba a cena nos filmes é Lois Lane, par romântico do protagonista e grande jornalista investigativa. Segundo algumas versões da história nos quadrinhos, Lois Lane chegou a ganhar um Pulitzer, importante prêmio norte-americano concedido a jornalistas.

O Super- Homem e, ao fundo, o "Daily Planet", jornal onde trabalha Clark Kent
O Super- Homem e, ao fundo, o “Daily Planet”, jornal onde trabalha Clark Kent

Todos os Homens do Presidente é um filme de 1976 ganhador de quatro estatuetas do Oscar. O longa-metragem conta história verídica, baseada no livro de dois jornalistas: Carl Bernstein e Bob Woodward, que investigaram o escândalo político Watergate nos Estados Unidos. O filme é exemplo de representação mais fiel do jornalismo. O cotidiano da profissão é bem menos glamoroso, mas tão importante quanto demonstram os filmes de Hollywood.

Capa do filme "Todos os Homens do Presidente"
Capa do filme “Todos os Homens do Presidente”

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. ludoms disse:

    O ator é Jeff Daniels muito bom em seu trabalho, eu gosto especialmente sua acutación na sala de notícias, que por sinal vai lançar sua terceira temporada, eles recomendam muito.

  2. ludoms disse:

    Eu acho que Will McAvoy, embora seja um personagem fictício deve ser baseada em qualquer um na vida real, como há muito determinadas situações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s