Escrita na web. Como fazê-la bem?

em

A Internet foi criada em plena Guerra Fria, ouso dizer, que é a pesquisa melhor sucedida a curto, médio e longo prazo desde sua criação. Em 1992, o então senador norte-americano, Al Gore, já falava em uma Superhighway of Information – “superestrada da informação” – que funcionava a partir do compartilhamento contínuo de informações através de uma rede mundial, a Internet.

Essa nova plataforma de comunicação se diferencia das outras mídias tradicionais pela sua não linearidade, ou seja, o usuário pode navegar por tantos sites quanto desejar sem ter a necessidade de prender-se àquela página. Diferencia-se também pela instantaneidade, amplitude de público, baixos custos de produção e veiculação, interatividade, pessoalidade, acessibilidade, recepção ativa e dirigibilidade, quando links de outros endereços dão acesso ao seu. Além disso, na web o internauta lê mais vagarosamente, por isso, o texto online deve ser, em média, 50% mais curto que o impresso.

Com o surgimento das mídias sociais, cresceu também a possibilidade de democratizar a informação. Hoje, qualquer pessoa que ouse ser criador ou difusor de notícias pode iniciar um canal online e ter muitos, ou poucos, seguidores. Por mídias sociais entende-se um espaço de interação entre usuários em que existe o compartilhamento de ideias, fatos, conteúdos digitais e multimídias. Nelas, cada um dos participantes pode contribuir a qualquer momento com outras informações, criando uma rede infinita de possibilidades.

Nove em cada dez usuários brasileiros que acessam a internet fazem uso de sites de relacionamentos como o Facebook ou usam ferramentas de comunicação instantânea como o Twitter. E dessa forma, imersos em pesquisas de público alvo, discussões sobre conceitos e marcas, intensa produção de ideias e enorme fluxo de troca de informações, os internautas que desejam emergir na web devem atentar-se ao modo como apresentam suas ideias ao mundo.

Por isso, vão aí algumas dicas de como escrever com eficiência e captar a atenção do seu leitor ao utilizar-se das ferramentas de mídias sociais:

  1. Evite escrever em CAIXA ALTA. Ao fazê-lo você passa a impressão de estar GRITANDO com o leitor;
  2. Atente-se ao bom português. Evite palavras chulas e palavrões, assim como jargões como “botar lenha na fogueira” ou “razões de sobra”;
  3. Seja conciso, corte palavras de que você não precisa e substitua as que forem complexas ou longas demais;
  4. Para dinamizar a leitura, grife ou coloque em negrito palavras chave do post/artigo/twitt/recado. As palavras estrangeiras podem ser escritas em itálico;
  5. Não abrevie nomes próprios;
  6. Evite termos técnicos, a menos que você tenha clara intenção de usá-los e seu público entenda este propósito;
  7. Utilize-se sempre da interatividade que só a internet possibilita. Procure enriquecer seu texto com imagens, vídeos, sons, artigos de referência;
  8. Quando precisar utilizar título, faça-o de forma breve e enfática;
  9. A ironia ou sarcasmo devem ser usados com moderação: seu humor não é o mesmo do leitor;
  10. Sempre atualize sua mídia. Não deixe que a falta de periodicidade prejudique seu trabalho.

Vale à pena estar atento: em tudo o que você for fazer, preze pelo trabalho ético, honesto, sincero e zeloso. E lembre-se: uma vez lançada em rede, a informação percorre caminhos desconhecidos, por isso cuidado com o que posta em sua rede virtual.

Por Iasminny Thábata

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s